Brasileiros definem seus rumos na Libertadores nesta quarta-feira

libertadores

As quartas de final da Taça Libertadores da América serão definidas neste meio de semana. Os brasileiros sobreviventes do torneio entram em campo nesta quarta-feira visando conseguir vaga na semifinal da maior competição da América do Sul. Fizemos uma análise das partidas decisivas. Veja:

Grêmio x Botafogo – 20/09 – 21h45

O duelo brasileiro das quartas de final da Libertadores terminou sem gols na partida de ida, no Rio de Janeiro. Agora, em sua Arena, o Grêmio vai precisar vencer e tem uma dúvida crucial para o jogo: a presença do craque do time, Luan. Com dores na coxa direita, o atacante ainda é dúvida para o confronto decisivo e pode não entrar em campo. Bom para o Botafogo, que deve vir com força máximo e joga pelo empate com gols em Porto Alegre.

Santos x Barcelona-EQU – 20/09 – 21h45

O Santos teve um primeira partida dura no Equador – 1 a 1 – e agora tenta decidir o duelo em casa, na Vila Belmiro. O problema fica por conta da ausência de Lucas Lima, o motor do meio campo santista, que se lesionou na partida de ida. Para isso, Levir Culpi deve apostar no argentino Vecchio para substituir o camisa 10 e conseguir aos menos um empate sem gols para avançar à semifinal. Mas a missão não será fácil, já que o Barcelona complicou seus adversários jogando fora de casa.

san lorenzo
O San Lorenzo abriu boa vantagem contra o Lanús na ida (Foto: Divulgação)

River Plate x Jorge Wilstermann – 21/09 – 19h15

O River Plate tem a missão mais complicada nesta fase da competição sul-americana. Os argentinos foram dominados na Bolívia, com o Jorge Wilstermann abrindo 3 a 0 no confronto de 180 minutos. Apesar disso, os Millionarios não vão se dar por vencido e vão apostar em seu elenco experiente para virar a situação. Para os bolivianos, conseguir fazer um gol, obriga o River Plate a fazer cinco. O suficiente para matar o confronto?

Lanús x San Lorenzo – 21/09 – 19h15

Mais uma partida bem encaminhada. O San Lorenzo abriu 2 a 0 no Nuevo Gasometro e pode perder o confronto de volta por até um gol de diferença. Para o Lanús, resta entrar em campo com uma mentalidade ofensiva para correr atrás do prejuízo e conseguir ao menos levar o jogo para os pênaltis.

Saiba mais

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *