Palmeiras empolgado e rivais enfraquecidos. O que esperar do Paulistão 2018?

paulistao

A partir desta quarta-feira, começa o Campeonato Paulista 2018. O torneio é disputado entre 16 times e distribuirá R$11 milhões em premiação, sendo R$5 milhões para o campeão. A data da competição acontece duas semanas mais cedo este ano, por causa da Copa do Mundo da Rússia.

No regulamento do Paulistão 2018, os participantes estarão divididos em quatro grupos de quatro equipes. Na primeira fase, os times enfrentarão apenas adversários dos outros grupos, em turno único. Os dois melhores de cada grupo avançam às quartas de final e se enfrentam entre si em dois jogos eliminatórios. Semifinais e finais também serão disputadas em duas partidas.

O Palmeiras é apontado como o principal favorito ao título. O alviverde reforçou bem sua equipe com grandes nomes como Lucas Lima e Gustavo Scarpa. Ao mesmo tempo, viu seus rivais perderem nomes importante para a temporada, como Jô no Corinthians, Hernanes no São Paulo e o próprio Lucas Lima no Santos. Fizemos uma análise do que esperar dos quatros grandes neste Paulistão.

Corinthians

Apesar de conseguir bons reforços como Rene Junior, Henrique e Juninho Capixaba, o atual campeão brasileiro é uma incógnita no ataque. A perda de Jô para o Campeonato Japonês é grande e Fábio Carille vai precisar quebrar a cabeça para substitui-lo. As peças? Lucca e Emerson Sheik voltaram à equipe e são opção. Kazim não é o preferido da torcida, mas fez boa pré-temporada. Já a diretoria ainda procura um novo atacante. No mais, a equipe deve seguir forte em sua principal característica: a defesa e deve brigar firme pelo bi no Paulistão.

Palmeiras

O Palmeiras não é colocado como principal favorito ao título à toa. A equipe manteve quase todos os jogadores importantes da última temporada e se reforçou com peças determinantes em posições carentes. As laterais foram “corrigidas” com as chegadas de Diogo Barbosa e Marcos Rocha. A meia foi reforçada com Lucas Lima e Gustavo Scarpa. No gol chegou o campeão olímpico Weverton. O ponto negativo foi a saída de Yerry Mina para o Barcelona, que enfraqueceu a zaga, que agora é a principal incógnita do time. No mais, é necessário saber se o técnico Roger Machado vai conseguir fazer suas estrelas jogarem um bom futebol para provar o favoritismo.

Santos

O Santos talvez tenha sido o time que mais perdeu força em relação à última temporada. As saídas de Zeca, Lucas Lima e Ricardo Oliveira deixaram a equipe pior tecnicamente. E ainda podem sair mais jogadores. De contratação de impacto, apenas o atacante Eduardo Sasha (por enquanto). Ao menos o meia Vitor Bueno volta após longo período de lesão para ajudar a equipe santista. O trunfo do time do litoral pode estar no banco: o técnico Jair Ventura fez ótimo trabalho com o Botafogo na temporada passada, com um elenco limitado e pode ser determinante no sucesso do Santos em 2018.

São Paulo

O meia Hernanes, que foi decisivo na campanha do São Paulo em 2017, fará muita falta ao Tricolor Paulista. A equipe até trouxe bons reforços como o goleiro Jean do Bahia, o zagueiro Anderson Martins do Vasco e o meia Diego Souza do Sport. Porém deve enfrentar dificuldades na temporada. As laterais e o ataque seguem preocupando e algumas opções do banco ainda são duvidosas. A diretoria ainda se esforça por reforços e novidades podem pintar. Para o Paulistão, apesar de não ter o melhor elenco, a equipe pode alcançar bons resultados e quem sabe vencer um título após quatro anos no jejum.

 

Veja mais:

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *