Rafael Nadal consegue uma supremacia que jamais será alcançada

nadal

Sem surpresas, Rafael Nadal confirmou o favoritismo e venceu a final de Roland Garros contra o austríaco Dominic Thiem, na manhã deste domingo, por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/3 e 6/2. Foi o 11º título do espanhol na competição, o maior vencedor da história – o segundo é o sueco Bjorn Borg, com seis troféus. Nunca, nenhum tenista, conseguiu ser tão dominante em um único Grand Slam.

Ao longo do torneio, o Touro perdeu apenas um set, nas quartas de final contra o argentino Diego Schwartzman, o que torna o resultado ainda mais impressionante. O feito foi elogiado até mesmo por seu rival número 1, Roger Federer.

“É incrível. A todos os jogadores do circuito não há outra coisa a ser feita do que uma reverência a ele. Só cabe a ele os superlativos. Ganhar um torneio 11 vezes é algo quase impensável. É uma das coisas mais incríveis que existem”, comentou o suíço.

A história de Nadal em Roland Garros, a cada ano que passa, vai se tornando mais surreal. Fez a sua estreia em 2005, aos 19 anos, despachando o já consagrado Roger Federer na competição e levando seu primeiro troféu para casa.

nadal
Rafael Nadal erguendo seu primeiro troféu em Roland Garros, em 2005 (Foto: Michel Euler, FILE)

Com o passar dos anos, fraquejou duas vezes na competição. Em 2009, foi eliminado pelo sueco Robin Soderling, sua primeira derrota no torneio francês. Se manteve imbatível novamente até o ano de 2015, quando perdeu para um Novak Djokovic no auge. Vale lembrar que Nadal passou por momentos difíceis neste período em sua carreira, prejudicado por lesões – tanto que abandonou Roland Garros no ano seguinte, em 2016.

São 14 torneios disputados desde sua estreia com números estarrecedores: 86 vitórias e apenas duas derrotas, além de um abandono. Rei absoluto da quadra Philippe Chatrier, que futuramente poderá levar o seu nome como homenagem.

Não se pode mais duvidar do espanhol. Muitos davam sua carreira como finalizada há pouco mais de dois anos. Mas ele se superou. Jogou fora a má fase, retornou a liderança do ranking ATP e hoje é novamente absoluto no circuito que tem Federer, mesmo jogando muito, rumo à aposentadoria e Djokovic em uma má fase interminável. Dominic Thiem, um dos grandes da nova geração, ainda não se mostra no nível do Touro.

A supremacia de Rafael Nadal em Roland Garros jamais será alcançada. Se ainda existia dúvidas de quem é/foi o maior jogador de saibro de todos os tempos, ela já não existe mais. Agora o espanhol briga mesmo é por outro recorde: com 17 títulos de Grand Slam, está a três de igualar Federer. Será que ele conseguirá chegar ou até mesmo ultrapassar o suíço? Eu não duvido.

A primeira chance de encostar ainda mais em seu rival é em Wimbledon. A competição acontece a partir do dia 2 de julho, na grama sagrada do All England Club. Nadal, à princípio, deixou em dúvida sua participação no torneio em que conquistou dois troféus. Despiste? Cautela? Descobriremos apenas nos próximos dias. Por enquanto, você vai acessando o site do BetMais e fazendo sua aposta para o vencedor do Grand Slam inglês.

Faça suas apostas ao vivo

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *