Macarronada no chá das 5

silverstone

Esse final de semana em meio aos emocionantes jogos da fase final da Copa do Mundo da Rússia, aconteceu o mais que famoso e tradicional Grande Prêmio da Inglaterra da Fórmula 1 em Silverstone.

Desde os treinos de sexta-feira o anfitrião da casa, Lewis Hamilton da Mercedes-AMG vinha voando com sua flecha de prata pelo tradicionalíssimo autódromo inglês.

Ao fazer a pole position no sábado pela manhã, Lewis Hamilton tremia de felicidade. Foi uma emoção para o piloto da casa. Andar rápido em casa não é missão para muitos pilotos do grid.

Lembramos por exemplo o sofrimento que foi para Ayrton Senna e Nelson Piquet para ganharem uma corrida em casa. Isso sem falar para Felipe Massa que até foi campeão por 20 segundos em casa. Já Rubens Barrichello nunca alcançou esse feito.

Após a pole de Hamilton e o tanto que estava andando os dois carros da Mercedes, percebíamos que Hamilton iria triunfar em casa. Mas como dizem por aí: “Nada como um dia após o outro”.

Domingo, as luzes vermelhas se apagam e é dada a largada… A Mercedes patina na largada e as Ferraris vem para cima. Hamilton fica para Kimi Raikkonen, que coloca por dentro no melhor estilo Michael Phelps e acerta de leve a Mercedes de Hamilton, que roda e cai para último. Incidente esse que rendeu muito pano para a manga e entre acusações e explicações, Lewis afirmou que foi realmente um incidente de corrida.

O Traçado de Silverstone (muito legal, mas eu gostava mais do traçado antigo) favorece demais o uso do DRS e quem vem de trás bota muita pressão para ultrapassar. Por isso vimos muitas ultrapassagens e muitas outras tentativas de. As rodadas e acidentes foram muitos e dos mais rápidos.

Foi muito legal voltar a ver essas disputas por posição mais na mão dos pilotos, mais homem a homem do que na tática de paradas. As ultrapassagens na pista foram definitivas para a corrida.

Em meio a essas ultrapassagens e um acidente muito louco com a Sauber de Ericksson foi acionado o belíssimo AMG GT R, o Safetycar, que juntou o pelotão para a decisão do GP.

Todos os 5 primeiros colocados, com mais de 23 voltas de pneu. Max foi para o Box e deixou 2 Mercedes e 2 Ferraris na ponta. Bottas puxava a fila, seguido por Vettel, Hamilton e Kimi. 4 voltas depois mais um acidente, agora na Copse e novamente Safetycar na pista.

Com os carros mais juntos do que nunca e ainda podendo usar o DRS era a hora da decisão final. Vettel mergulha para cima de Bottas na curva 6 e deixa a Mercedes para trás. Hamilton também passa, assim como Kimi. Bottas já estava com pneus muito prejudicados.

Hamilton não consegue chegar perto de Vettal e o alemão vence o GP de Silverstone. A Ferrari não vencia por lá desde 2011 com Fernando Alonso.

Agora Vettal lidera o campeonato com 171 pontos contra 163 do segundo que é Lewis Hamilton e o campeonato está cada vez mais emocionante e indefinido.

A próxima corrida acontece somente dia 29 de agosto lá na Hungria e traz uma mini férias a Formula 1 após 3 semanas seguidas de corridas. Até lá!

 

Saiba mais

Veja mais: Aposta esporte | Esporte Fácil Bet | Simulador apostas | Apostas ao vivo

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *