Quantas Champions tem o Liverpool?

Mais uma final de Liga dos Campeões definida. Liverpool e Real Madrid são os postulantes ao título da edição 2021/22. O time inglês vai em busca de uma temporada histórica e perfeita, podendo ganhar os quatro títulos que disputa, o que seria inédito em toda a história do futebol inglês.

Falando da maior competição de times do mundo, os Reds, treinado por Jurgen Klopp, vai em busca de mais uma orelhuda para a sala de troféus em Anfield. Até 2021, o Liverpool venceu seis vezes a Liga dos Campeões. Você sabe em quais anos?

Liverpool e Real Madrid decidem a Liga dos Campeões 2021/22
Liverpool e Real Madrid decidem a Liga dos Campeões 2021/22

Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1976/77

Nesta edição, a 20ª até então, o Liverpool encarou o Borussia Monchengladbach na final e venceu por 3-1, gols de McDermott, Smith e Neal, com Simonsen descontando para os alemães.

A taça de Clubes Campeões Europeus não tinha o atual formato da Liga dos Campeões. Eram jogos eliminatórios com ida e volta e divididos em primeira fase, segunda fase, quartas de final, semifinal e final.

Apesar de lateral, Phil Neal foi o artilheiro do Liverpool na edição, com quatro gols, um a menos do que os lideres no quesito, o suíço Cucinotta (Zurich) e Gerd Muller (Bayern de Munique) com cinco tentos.

Phil Neal, lateral do Liverpool
Phil Neal, lateral do Liverpool

Na primeira fase, o Liverpool passeou. O adversário foi o Crusaders, da Irlanda do Norte. No primeiro jogo, vitória por 2-0. Na volta 5-0, com o placar agregado de 7-0.

Classificado, os Reds tinham pela frente o Trabzonspor, da Turquia. Na primeira partida, balde de água fria nos ingleses. Derrota por 1-0.

Com um público de quase 43 mil pessoas, os comandados de Bob Paisley precisavam reverter a desvantagem no placar e conseguiram. Com gols de Heighway, Johnson e Keegan, o time inglês obteve a classificação para as quartas de final.

O lendário técnico Bob Paisley
O lendário técnico Bob Paisley

Contra o francês Saint-Éttiene, mais uma derrota por 1-0 no primeiro jogo. O poder de reação da equipe fez valer novamente com um triunfo por 3-1, gols de Keegan, Kennedy e Fairclough.

Na semifinal o rival era o Zurich, da Suíça. O primeiro empate na campanha veio na ida, 1-1. Em casa, mais uma vitória com três gols, 3-1, e a presença na final confirmada.

Jogo único diante do Borussia Monchengladbach, em Roma, e mais três gols na conta. Assim, o Liverpool se tornaria o segundo time inglês, depois do Manchester United, e o terceiro britânico, também seguinte ao Celtic, a conquistar a Liga dos Campeões.

escalações da final de 1976/77
escalações da final de 1976/77

Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1977/78

Essa edição foi a primeira de seis finais seguidas que terminaram em 1-0. Das seis, cinco foram vencidas por equipes inglesas.

  • Liverpool 1-0 Club Brugge
  • Nottingham Forest 1-0 Malmo
  • Nottingham Forest 1-0 Hamburgo
  • Liverpool 1-0 Real Madrid
  • Aston Villa 1-0 Bayern de Munique
  • Hamburgo 1-0 Juventus

Como foi campeão da edição anterior, o Liverpool não precisou jogar a primeira fase. Seu adversário de estreia foi o alemão Dynamo Dresden. O placar agregado foi 6-3. Na ida, 5-1 para os Reds e na volta derrota por 2-1.

Um adversário de peso veio na sequência: o Benfica. Mesmo assim, o Liverpool conseguiu vencer os dois jogos (2-1 e 4-1) e seguiu para as semifinais. Em clima de revanche, o Borussia Monchengladbach novamente não conseguiu ser páreo. Na ida o time alemão até venceu por 2-1, mas a virada veio na volta com o placar de 3-0.

Novamente na final, o Liverpool encarou o belga Club Brugge e venceu pelo placar magro. O gol do título foi marcado por Dalglish, aos 65′ do segundo tempo. A partida contou com um público de 92.500 pessoas, em Wembley, Londres.

O artilheiro do time campeão foi Jimmy Case, com quatro gols. O do torneio foi Allan Simonsen, do Borussia Monchengladbach.

Liverpool bicampeão da Taça dos Clubes Europeus
Liverpool bicampeão da Taça dos Clubes Europeus

Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1980/81

Mesmo campeão, o Liverpool jogou a primeira fase. Encarou o OPS, da Finlândia, e passou sem dificuldades. O placar agregado foi 11-2 (1-1 no primeiro jogo e incríveis 10-1 no jogo de volta).

O formato mudou e a próxima fase foi as oitavas de final, com o Aberdeen, da Escócia, pela frente. Foram duas vitórias, 1-0 e 4-0, e a passagem tranquila para as quartas.

Na fase, o Liverpool eliminou o Dínamo Tbilisi após uma vitória (2-0) e um empate (0-0). Nas semifinais, o gol fora foi determinante para a classificação. Contra o Bayern, dois empates, o primeiro por 0-0, na Inglaterra, e o segundo por 1-1, na Alemanha.

A decisão foi diante do Real Madrid, no Parc dos Princes, em Paris. Kennedy, aos 82′, fez o gol da vitória e do troféu.

Três jogadores terminaram como artilheiros: Terry McDermott e Graeme Souness (Liverpool) e Karl-Heinz Rummenigge (Bayern de Munique), com três gols.

As três primeiras conquistas do Liverpool de Liga dos Campeões foram com o treinador Bob Paisley, que ainda venceu seis Campeonato Inglês, seis Supercopa da Inglaterra, três Copa da Liga Inglesa, uma Liga Europa e uma Supercopa da UEFA.

Liverpool x Real Madrid em 1980/81
Liverpool x Real Madrid em 1980/81

Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1983/84

Jogadores do Liverpool e o técnico Joe Fagan
Jogadores do Liverpool e o técnico Joe Fagan

O Liverpool foi campeão invicto na edição. Em 9 jogos, foram sete vitórias e dois empates. O Zalgiris Vilnius, da Lituânia, foi o primeiro a ficar pelo caminho. Empate por 1-1 no primeiro jogo e vitória por 1-0 no segundo.

Na segunda fase, o Athletic Bilbao tentou, mas também não conseguiu. Na partida de ida, empate sem gols. Na volta, vitória por 1-0. Duas vitórias diante do Benfica (1-0 e 4-1) definiram a classificação para as semifinais.

Novamente mais dois triunfos, agora frente ao Dínamo Bucareste, da Romênia: 1-0 e 2-1. A final contra a Roma, que aconteceu na capital italiana, foi decidida nas penalidades após empate por 1-1. Na marca do cal, o Liverpool perdeu apenas uma cobrança (Nicol), enquanto que os italianos desperdiçaram com Bruno Conti e Graziani.

O lendário Ian Rush terminou foi o artilheiro do Liverpool com 5 gols, mas não terminou no topo da edição. Viktor Sokol, do Dinamo Minak, terminou com 6 bolas na rede.

Liga dos Campeões 2004/05

Gerrard erguendo o troféu da Liga dos Campeões
Gerrard erguendo o troféu da Liga dos Campeões

A final, disputada na Turquia e marcada como “O Milagre de Instambul”, foi uma das mais marcantes da história da competição. Disputada entre Milan e Liverpool, o time italiano abriu 3-0 no primeiro tempo, gols de Maldini, logo no primeiro minuto de jogo, e Crespo, duas vezes, aos 39′ e 44′.

Muitos davam a decisão como finalizada, mas o Liverpool, do técnico Rafa Benítez, buscou o empate com Gerrard (54′), Smicer (56′) e Xabi Alonso (60′). Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro Jerzy Dudek ao defender a cobrança de Pirlo e Shevchenko – antes o arqueiro polonês fez grandes defesas na prorrogação da partida.

Dudek defendeu cobrança de Shevchenko
Dudek defendeu cobrança de Shevchenko

Campanha do campeão:
No Grupo A, ficou ao lado de Monaco, Olympiacos e Deportivo La Coruña. Contra os franceses, uma vitória (2-0) e uma derrota (1-0). Diante dos gregos, também um revés (1-0) e um triunfo (3-1). Frente aos espanhóis, uma vitória (1-0) e um empate (0-0). Classificação em segundo com 10 pontos.

Nas oitavas, duas vitórias por 3-1 sobre o Bayer Leverkusen. A Juventus foi a adversária nas quartas – uma vitória (2-1) e um empate (0-0).

Nas semifinais, clássico inglês: 0-0 no jogo de ida, e 1-0 na volta para levar o Liverpool à decisão.

O artilheiro da edição foi o holandês Ruud van Nistelrooy, do Manchester United, com 8 gols. O melhor marcador dos Reds foi o espanhol Luis García, com 5 tentos.

Liga dos Campeões 2018/19

A edição contou com final inglesa entre Liverpool e Tottenham. Salah e Origi garantiram o sexto título de Liga dos Campeões para os Reds, no estádio Wanda Metropolitano, na Espanha.

O time inglês comandado por Jurgen Klopp chegou à decisão após passar por Bayern de Munique nas oitavas (0-0 e 3-1), Porto nas quartas (2-0 e 4-1) e Barcelona nas semifinais (perdeu na ida por 3-0 e conseguiu a remontada em casa ao ganhar por 4-0).

Tudo isso após quase não se classificar na fase de grupos. Num grupo com PSG, Napoli e Estrela Vermelha, o Liverpool somou nove pontos, mesma pontuação do Napoli (passou por ter somando uma vitória a mais). O líder foi o PSG com 11.

Mohamed Salah foi quem fez mais gols pelo Liverpool na campanha, cinco. O artilheiro da edição foi Lionel Messi, então no Barcelona, com 10 tentos.

Henderson ergue o troféu da Liga dos Campeões
Henderson ergue o troféu da Liga dos Campeões

E se você tem um bom palpite e conhece de futebol, veja as estatísticas e aposte na final da Champions 2021/22.


Direto ao ponto

COMO APOSTAR SEM RISCO
COMO APOSTAR SEM RISCO
ERRO DE APOSTADOR ONLINE
ERRO DE APOSTADOR ONLINE
SAIBA O QUE É HANDICAP NO TÊNIS!
SAIBA O QUE É HANDICAP NO TÊNIS!
GRENAL NO BETMAIS!!
GRENAL NO BETMAIS!!

Ganhe o dobro com Betmais

Sabia que você pode ganhar dinheiro de 2 formas com o Betmais? Além de ganhar dinheiro com apostas online você também pode ganhar dinheiro indicando o Betmais em nosso programa exclusivo de afiliados.


Artigos Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.