Pipe Masters, última etapa do CT de surfe inicia nesta quinta com disputa aberta pelo vice-campeonato

Pipe Masters

Apesar do título já estar definido, a briga pelo vice-campeonato está em jogo no Pipe Masters para Gabriel Medina, Jordy Smith, Matt Wilkinson e Kolohe Andino

Nesta quarta-feira começa em Banzai Pipeline, North Shore de Oahu, no Havaí, a última etapa do Circuito Mundial de Surf. O badalado Pipe Masters. Com o troféu do Circuito Mundial já nas mãos do americano John John Florence, o foco da competição fica pelo vice-campeonato, que tem Gabriel Medina e Jordy Smith como favoritos pela segunda colocação.

Vice-líder da competição com 45.450 pontos, Gabriel Medina conhece bem o local. Nas duas últimas temporadas chegou à final da etapa Pipe Masters. Em 2014, o brasileiro ficou com 2º lugar da etapa ficando atrás apenas de Julian Wilson. Já em 2015, em um decisão inédita entre brasileiros, Medina acabou perdendo para Adriano de Souza. Portanto, Pipeline é uma das praias em que o surfista tem se destacado.

Diferente do brasileiro, Jordy Smith (3º no Circuito com 41.700 pontos) não conseguiu bons resultados nas últimas temporadas em Pipeline. Sua melhor participação nos últimos anos do evento, aconteceu em 2010, quando ficou na 5ª colocação. Este foi o mesmo ano em que Smith foi vice-campeão do CT. O sul-africano precisará lutar contra o retrospecto para conseguir repetir esse feito.

Ainda com chances matemáticas de alcançar o vice no Circuito, Matt Wilkinson e Kolohe Andino precisarão de um milagre. Principalmente se considerarmos o retrospecto. Eles jamais avançaram ao menos às quartas de final em Pipeline. O australiano e o americano necessitam vencer e esperar por uma grande combinação de resultados.

Com a fase irregular do atual detentor do título da etapa, Mineirinho e do campeão em 2014, o australiano Julian Wilson, Gabriel Medina é talvez o principal favorito para vencer no Havaí. Seu maior adversário deve ser mesmo o campeão do mundo da temporada, John John Florence que vem em um ano fantástico e um retrospecto regular em Pipeline. Chegando a ser finalista em 2013, onde perdeu para o lendário Kelly Slater, que sempre é um páreo duro nas disputas. Depois de escolher o seu preferido para a etapa, você pode fazer sua aposta no Betmais.

Confira os confrontos da primeira fase do Pipe Master:

1 Julian Wilson (AUS), Wiggolly Dantas (BRA) e Jeremy Flores (FRA)

2 Kolohe Andino (EUA), Miguel Pupo (BRA) e Alex Ribeiro (BRA)

3 Matt Wilkinson (AUS), Nat Young (EUA) e Ryan Callinan (AUS)

4 Jordy Smith (AFR), Keanu Asing (HAV) e Bede Durbidge (AUS)

5 Gabriel Medina (BRA), Kanoa Igarashi (EUA) e um wildcard

6 John John Florence (HAV), Jadson André (BRA) e um wildcard

7 Adriano de Souza (BRA), Conner Coffin (EUA) e Adam Melling (AUS)

8 Joel Parkinson (AUS), Stuart Kennedy (AUS) e Kai Otton (AUS)

9 Filipe Toledo (BRA), Josh Kerr (AUS) e Alejo Muniz (BRA)

10 Kelly Slater (EUA), Caio Ibelli (BRA) e Jack Freestone (AUS)

11 Sebastian Zietz (HAV), Italo Ferreira (BRA) e Davey Cathels (AUS)

12 Adrian Buchan (AUS), Michel Bourez (PLF) e Matt Banting (AUS)

Top 10 do Circuito Mundial de Surf da WSL

1 John John Florence (HAV) 56.400

2 Gabriel Medina (BRA) 45.450

3 Jordy Smith (AFR) 41.700

4 Matt Wilkinson (AUS) 38.250

5 Kolohe Andino (EUA) 38.150

6 Julian Wilson (AUS) 35.600

7 Adriano de Souza (BRA) 34.100

8 Joel Parkinson (AUS) 32.200

9 Filipe Toledo (BRA) 31.900

9 Kelly Slater (EUA) 31.900

Análise feita pela equipe do portal Maresias.com.br

Veja mais

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *