Boletim da Copa: com a alma e o coração, Croácia tenta transformar sonho em sua glória máxima

croacia

Poucos cogitavam e aconteceu: a Croácia é finalista da Copa do Mundo 2018. Com a força e a técnica de seu meio-campo e o coração na ponta da chuteira de toda equipe, os croatas se impulsionaram à decisão de maneira surpreendente. Mesmo com a tabela e o chaveamento dando uma grande ajuda para Modric e companhia, pouco importa: a seleção já cravou a sua história no mundial e agora busca o título pela imortalização de seus jogadores.

Trajetória

A classificação para a Copa na Rússia foi bem complicada para a Croácia. Em um grupo liderado pela Islândia, que alcançou a vaga direta, os croatas brigaram até a última rodada com Ucrânia e Turquia pela segunda colocação para ir à repescagem. Com a entrada do técnico Zlatko Dalic na reta final da Eliminatórias, conseguiu um importante resultado na última rodada e terminou na vice-liderança do grupo. Na repescagem, despachou a Grécia com facilidade após goleada na ida por 4 a 1 e um empate sem gols na volta.

Com a vaga cravada para o mundial, oscilou nos amistosos preparatórios, inclusive perdendo para o Brasil. Porém o início da Copa mostrou outra perspectiva aos croatas, com uma primeira fase impecável. Em grupo difícil, a Croácia venceu bem suas três partidas contra Nigéria, Islândia e Argentina, este último, dando uma aula de bola em Messi e companhia.

A primeira colocação de seu grupo a colocou de frente contra a Dinamarca nas oitavas. Não conseguindo repetir o bom nível futebolístico da primeira fase, precisou dos pênaltis para eliminar os escandinavos. O mesmo se repetiu contra a Rússia nas quartas – que havia eliminado a favorita Espanha. Novamente nos pênaltis e com Subasic inspirado, os croatas conseguiram avançar. Mesmo com a oscilação no mata mata, conseguiram igualar sua melhor campanha em Copa do Mundo, uma semifinal em 98.

Na semifinal, a Cróacia voltou a apresentar um bom futebol. A Inglaterra começou bem o duelo, abrindo o placar logo cedo, mas viu os croatas dar a alma e o coração para a virada histórica. Com grande atuação do incansável Perisic, o melhor time venceu e se classificou à decisão, a primeira de sua curta história.

modric
Luka Modric é um dos candidatos a ganhar a Bola de Ouro da Copa do Mundo 2018 (Foto: Getty Images)

Destaques

Toda essa façanha foi conseguida não apenas pela vontade dos jogadores, que se sobressaíram neste quesito, mas também pela técnica de dois jogadores essenciais: Modric e Rakitic. Os meias dominaram e se desdobraram no meio-campo, com muitas investidas defensivas e ofensivas. Ambos lideraram atributos de desarmes, interceptações, passes e chances criadas da equipe. Dois jogadores com o controle absoluto da seleção.

Mas não podemos deixar de mencionar jogadores como Perisic, o melhor da semifinal, que mostrou sua verticalidade e raça ao longo da competição, Mandzukic, que sempre apareceu nos momentos decisivos das partidas e Subasic, importante nas penalidades das fases anteriores.

Agora resta apenas um passo para a glória. Teoricamente a zebra do confronto, a Croácia precisará ainda mais da força de vontade de seus jogadores e da liderança e controle de seus meias. Isso tudo mesmo com o cansaço de três prorrogações seguidas. Com tudo o que eles já alcançaram até aqui, eu não duvido de uma vitória. E você?

Provável time para a final: Subasic; Vrsaljko, Lovren, Vida, Strinic (Prvaric); Brozovic, Rebic, Rakitic, Modric, Perisic; Mandzukic

Veja mais: Bets apostas | Bet Esportivo | Aposta esporte

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *